Face

Procedimentos

preenchimento_f1

Preenchimento Facial

Não cirúrgico

Preenchimentos dérmicos injetáveis são usados para aumentar lábios finos, melhorar contornos superficiais, suavizar rugas faciais, eliminar rugas e melhorar a aparência das cicatrizes.

Uma das substâncias mais utilizadas hoje em dia é o ácido hialurônico

Se você deseja restabelecer a plenitude da juventude em seu rosto, aumentar os lábios, melhorar contornos superficiais ou suavizar os vincos e rugas faciais, os preenchimentos dérmicos podem ser a resposta. Os preenchimentos dérmicos são chamados de “facelifts líquidos”, pois oferecem muitos dos benefícios de um lifting cirúrgico, sem o período de inatividade. Embora possam ajudar com a flacidez da pele, estes preenchimentos faciais adicionam volume e apresentam resultados que podem ser visto imediatamente após a aplicação.

Uma associação bastante utilizada hoje em dia para o rejuvenescimento facial é a associação dos preenchedores dérmicos com a toxina botulínica, pois eles são substâncias que ajudam no rejuvenescimento, mas que apresentam funções diferentes. Seu cirurgião plástico irá avaliar suas necessidades e recomendar o tratamento adequado às suas necessidades e expectativas.

O Preenchimento dérmico injetável com ácido hialurônico, o resultado já é percebido imediatamente após a sua aplicação. No decorrer dos dias pode haver inchaço o qual reduz geralmente em 7-14 dias. O preenchimento com o ácido hialurônico é temporário, podendo ser repetido ao longo do tempo.

botox_f1

Toxina Botulínica

Não cirúrgico

A forma cosmética da toxina botulínica é uma injeção não cirúrgica que temporariamente reduz ou elimina linhas de expressão, rugas na testa, pés de galinha perto dos olhos e bandas grossas no pescoço.

Adultos estão vivendo mais do que nunca. Sentimo-nos vitais, somos ativos e queremos que nosso corpo espelhe a mente e o coração jovens. A toxina botulínica é uma das substâncias mais importantes no campo do rejuvenescimento facial, sendo uma das formas mais populares de redução de rugas faciais.

Sorrir, franzir a testa, apertar os olhos e até a mastigação, basicamente, qualquer movimento facial pode, eventualmente, levar aos sinais mais comuns de envelhecimento: rugas. As rugas fazem você parecer cansado ou até irritado quando não está. Uma das soluções mais rápidas e mais seguras para remover as rugas é a injeção de toxina botulínica.

A toxina botulínica pode ser combinada com demais procedimentos cosméticos da pele tais como peelings químicos, preenchimentos dérmicos ou microdermoabrasão para melhorar, ainda mais, os resultados. Esta combinação de terapias pode, ainda, ajudar a prevenir a formação de novas linhas e rugas.

A aplicação da injeção de toxina botulínica pode parecer um procedimento simples, já que se resume em apenas algumas picadas. Mas, na verdade, é uma arte e ciência que só um experiente médico deve realizar pois , como qualquer medicamento, pode acarretar danos. Há mais de 40 músculos na face e é vital que a pessoa que aplica as injeções de toxina botulínica entenda e identifique os pontos corretos para otimizar seu tratamento.

Uma agulha muito fina é usada para injetar pequenas quantidades de toxina botulínica em músculos específicos. Escolhendo, cuidadosamente, os músculos específicos, seu médico enfraquece, apenas, os músculos produtores de rugas, preservando suas expressões faciais.

A aplicação da injeção de toxina botulínica geralmente leva menos de 15 minutos. A quantidade de toxina botulinica que você precisará irá depender de vários fatores, incluindo as suas características faciais e a extensão de suas rugas. 

Os resultados são notados dentro de alguns dias, sendo, na maioria das vezes, uma consulta de revisão com o seu médico, para ver a necessidade de uma complementação em alguma região específica. A duração do efeito da toxina varia de pessoa para pessoa.

Você pode geralmente retomar as atividades normais imediatamente. É muito importante seguir as orientações do seu médico, para que não ocorra a migração da toxina botulínica para outra área do seu rosto. 

lifting_f1

Lifting

Facial

Se você estiver incomodado com sinais de envelhecimento em seu rosto, a cirurgia da face pode ser ideal para você. Tecnicamente conhecida como ritidoplastia, a cirurgia da face é um procedimento cirúrgico para melhorar sinais visíveis de envelhecimento no rosto e no pescoço tais como:

> Flacidez no terço médio da face,

> Vincos profundos abaixo das pálpebras inferiores,

> Vincos profundos ao longo do nariz que se estende ao canto da boca,

> Gordura que tenha baixado ou tenha sido deslocada,

> Perda de tônus muscular na face inferior, podendo causar papada,

> Pele frouxa e excesso de depósitos de gordura sob o queixo e a mandíbula.

Procedimentos de rejuvenescimento tipicamente executados juntamente com o lifting de face são o lifting de testa, para corrigir a flacidez ou testa franzida, e cirurgia de pálpebras, para rejuvenescer os olhos.

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

> Fazer exames de laboratório e avaliação médica,

> Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,

> Parar de fumar bem antes da cirurgia,

> Evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Quando o procedimento for finalizado, uma bandagem pode ser colocada delicadamente em torno de seu rosto para minimizar o inchaço e os hematomas. Um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue e de fluido que possam acumular.

Pode levar até seis meses, para que as linhas de incisão fiquem com aparência normal. Proteção solar permanente ajuda a manter a aparência rejuvenescida, minimizando o envelhecimento ou danos do sol. Além disso, um estilo de vida saudável também ajuda a prolongar os resultados obtidos com a cirurgia, dando-lhe aparência rejuvenescida e jovem.

palpebras1

Cirurgia das Pálpebras

Blefaroplastia

Também conhecida como blefaroplastia, a cirurgia das pálpebras melhora a aparência das pálpebras superiores, das pálpebras inferiores, ou de ambas. A cirurgia proporciona aparência rejuvenescida na área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado e alerta.

• A cirurgia da pálpebra superior remove o excesso de depósitos de gordura que aparece como inchaço nas pálpebras superiores;
• Pele frouxa ou flacidez que cria dobras ou incomoda o contorno natural da pálpebra superior, às vezes prejudicando a visão, e pode ser tratada com cirurgia de pálpebra superior;
• A blefaroplastia da pálpebra inferior remove o excesso de pele e rugas finas na pálpebra inferior;
• Bolsas sob os olhos podem ser corrigidas por blefaroplastia;
• A cirurgia de pálpebra inferior pode corrigir queda das pálpebras inferiores.

 

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

> Fazer exames de laboratório ou avaliação médica,

> Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais, de fumar bem antes da cirurgia,

> Evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Serão dadas instruções sobre como cuidar dos seus olhos, medicamentos para aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia ou seu estado de saúde, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico. A cicatrização inicial após a cirurgia pode apresentar inchaço, irritação, olhos secos ou hematomas e desconforto que podem ser controlados com medicamentos, compressas frias e pomada. Pode também haver irritação nos locais das incisões.

Os resultados finais da cirurgia da pálpebra aparecerão dentro de algumas semanas mas pode levar até um ano para as linhas de incisão refinarem totalmente. Embora a cirurgia da pálpebra possa corrigir determinadas condições permanentemente, há o envelhecimento natural. Ao longo da vida é preciso que haja proteção solar adequada para ajudar a manter os resultados.

orelha1

Cirurgia das Orelhas

Otoplastia

Se as orelhas salientes (em abano) ou com alguma sequela incomodam você ou seu filho, pode-se considerar a cirurgia plástica nas orelhas, chamada de Otoplastia, como alternativa para a correção do problema. A Otoplastia é uma cirurgia considerada reparadora e pode melhorar a forma, a posição ou as proporções das orelhas.

A cirurgia corrige um defeito na estrutura das orelhas presente desde o nascimento, que se torna aparente com o desenvolvimento, ou trata orelhas deformadas causadas por alguma lesão prévia. A otoplastia cria uma forma natural, dando equilíbrio e proporção às orelhas e à face.

Correção de deformidades menores pode beneficiar a aparência e a autoestima. Esta cirurgia já pode ser realizada durante a infância evitando-se, muitas vezes, danos psicológicos às crianças devido ao grande potencial de sofrerem bullying na escola.

É normal haver desconforto logo após a cirurgia, sendo o mesmo controlado com medicação para dor. Na maioria das vezes opta-se por utilizar uma faixa nas orelhas por 15 à 30 dias (podendo variar o período de acordo com a avaliação de seu cirurgião). É importante seguir as orientações do seu cirurgião plástico para um pós-operatório adequado.

A otoplastia oferece resultados quase imediatos em casos de orelhas em abano, visíveis tão logo os curativos que sustentam o novo formato orelha são removidos. É comum um edema (inchaço) nas primeiras semanas que vai reduzindo com o passar dos dias.  Como a orelha posiciona-se permanentemente próxima à cabeça, as cicatrizes cirúrgicas localizam-se na parte de trás da orelha ou em suas dobras naturais e tendem a melhorar com o passar do tempo, porém são permanentes como qualquer cicatriz.

Resultados de cirurgia e reconstrução mais extensas da orelha podem exigir mais tempos cirúrgicos e maior tempo de recuperação.

rinoplastia1

Rinoplastia

Nariz

A cirurgia do nariz também pode ser realizada para corrigir alguma dificuldade respiratória causada por anormalidades estruturais no nariz ou para corrigir algum defeito adquirido após algum trauma, sendo considerada, nestes casos, uma cirurgia reparadora. É bastante comum a associação da cirurgia reparadora, principalmente da parte respiratória, com a cirurgia estética do nariz no mesmo tempo cirúrgico.

A rinoplastia pode mudar:

> O tamanho do nariz, em relação a demais estruturas faciais,

> A largura do dorso nasal,

> O perfil do nariz,

> A ponta do nariz, que pode ser grande, caída ou muito arrebitada,

> Narinas grandes, largas ou arrebitadas,

> Assimetria nasal e desvio da linha média.

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

> Fazer exames laboratoriais ou avaliação médica,

> Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,

> Fazer um exame de imagem antes da cirurgia para ajudar a detectar quaisquer mudanças futuras,

> Parar de fumar com bastante antecedência à cirurgia,

> Evitar tomar aspirina, medicamentos naturais e alguns outros medicamentos, pois podem aumentar o sangramento. Por isso é muito importante avisar o seu cirurgião plástico todos os medicamentos que está utilizando ou que pretende utilizar antes de sua cirurgia.

Após a finalização do procedimento, provavelmente serão utilizados micropores em seu nariz associado uma espécie de gesso para proteger as novas estruturas durante a cicatrização inicial e tentar de ajudar na redução do inchaço. Em alguns casos pode ser necessário a utilização de tampão interno o qual normalmente é retirado em 24-48h.

Geralmente não é um pós operatório muito doloroso, porém é comum haver um pouco de dificuldade para respirar pelo nariz nas primeiras semanas devido ao edema e também é comum o aparecimento de roxos (equimoses) perto da região nasal, que tendem a desaparecer nas primeiras semanas.

Pode levar alguns meses para que o inchaço desapareça completamente e até um ano para o resultado final da cirurgia ser percebido em sua totalidade, isto varia de pessoa para pessoa. Embora os resultados da rinoplastia sejam, geralmente, permanentes, as cartilagens podem sofrer alterações e remodelar o tecido, alterando o resultado ao longo do tempo.

bichectomia1

Bichectomia

Bochechas

Bichectomia é o nome dado à retirada cirúrgica das bolas de Bichat, que são gorduras quais se localizam nas bochechas, visando modificar/afinar o contorno facial.

Como o compartimento de gordura a ser alcançado encontra-se em plano profundo (abaixo de estruturas nobres da região facial), o acesso através de pequena incisão por dentro da boca facilita sua identificação e manipulação, minimizando riscos.

Os riscos são os comuns a qualquer procedimento cirúrgico (sangramento, infecção), além dos relacionados às peculiaridades locais. A região de acesso na cavidade oral fica próxima ao ducto parotídeo (por onde a saliva – secretada pela glândula parótida – chega à boca) e a ramos bucais do nervo facial (responsáveis pela movimentação de parte da musculatura da boca), o que poderia favorecer lesão inadvertida destas estruturas. Daí a importância de o procedimento ser realizado por profissionais capacitados e em ambiente adequado.

Normalmente é uma cirurgia que o paciente pode voltar às suas atividades diárias de forma rápida. A dor não costuma ser importante. Edema e roxos podem durar de alguns dias a poucas semanas, variando caso a caso.

É uma cirurgia que pode ser realizada em regime ambulatorial (alta no mesmo dia) e pode ser feita com anestesia local, sedação ou anestesia geral, porém SEMPRE em bloco cirúrgico com uma estrutura adequada para qualquer intercorrência e por um profissional habilitado.